2005-12-14

Impunidade

Ontem ao ouvir as declarações do Presidente da CP, António Ramalho, sobre a apresentação do projecto do TGV, fiquei com a impressão de que estavamos perante um grande empresário, gestor de uma empresa com uma história de sucesso e que enche de orgulho todos os portugueses. Quando questionado sobre como é que uma empresa em falência técnica pode ambicionar a ser concessionária da linha Lisboa-Porto, ou Lisboa-Madrid, logo referiu que a CP tem um grande accionista (nós) e capacidade de endividamento (o nosso), e que a realidade da empresa em 2013 será completamente diferente...Fiquei logo muito mais descansado...

Sem comentários: